Podcast Fora de Foco #1 – Dória presidente?

Em sua primeira edição, o podcast Fora de Foco discutirá quais os caminhos que podem levar o atual prefeito de São Paulo João Dória até o Palácio do Planalto.

Para isso, contamos com as participações da professora Ester Solano, da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e do professor da FGV-RJ Sergio Praça.

Marina Silva comparece em ato de apoio ao deputado Marcos Feliciano

O seu Agnelo também não surpreende…

 

rede
um jeito novo de fazer política

 

Deu na Folha:

A bancada evangélica da Câmara saiu em defesa da permanência do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Casa.

Durante uma sessão de homenagem à Assembleia de Deus -que realiza nesta semana em Brasília convenção-geral para eleger seu presidente e diretores até 2017-, deputados evangélicos dispararam recados aos líderes partidários, que se reúnem hoje com Feliciano para discutir a sua manutenção à frente da comissão.

Estiveram na reunião dos representantes da Assembleia de Deus ontem à noite o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e a ex-senadora Marina Silva (Rede), ela própria participante do movimento.

Feliciano, que comanda a Catedral do Avivamento, um dos ministérios da Assembleia de Deus, não apareceu nem foi citado nos discursos e nas apresentações musicais que marcaram o evento.

 

Thatcher pra sempre será lembrada. Pobre Keynes…

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ECrOqnKsTBQ&w=420&h=315]

 Ô, Grécia… tamo junto Grécia… tamo junto…

Por Bruno Pavan

Sempre quando o mundo se vê na crise, vem sempre a velha receita: cortar gastos com programas sociais, demitir funcionários públicos e privatizar empresas estatais.

Chamado de neoliberalismo, esse regime teve em Margaret Thatcher um símbolo tão presente e ilustrativo que também é conhecido como Thatcherismo.

A dama de ferro faleceu hoje em Londres aos 87 anos.

Vítima de Alzheimer nos últimos anos, não sei se acompanhou a crise europeia com muita atenção.

Mas, onde quer que esteja agora, certamente ficou orgulhosa de uma outra mulher, também primeira-ministra de um grande país europeu: Angela Merkel.

O repórter Geneton Moraes contou uma curiosa história envolvendo a dama de ferro e Fernando Collor, mas que poderia ser de Merkel com qualquer líder europeu em crise.

Antes de tomar posse, Collor se encontrou com líderes mundiais pensando em como tirar o Brasil do buraco econômico que se encontrava.

A saída foi pedir condescendência dos países desenvolvidos com as dívidas dos emergentes.

A proposta era: pago 70% da dívida e os outros 30% são perdoados.

Thatcher finge que não escuta e pede para o presidente eleito repetir a “indecente” proposta. E, então, com a repetição de tudo como ela realmente pensou ter escutado, fulmina: “Não, não conte comigo nem com o governo britânico. Não! Não ! Não! Se o senhor deve 100, o senhor tem de pagar 100! Poderemos discutir como o senhor vai pagar, mas dever 100 e querer pagar 70, negativo! Comigo o senhor não conta!“

Aqui para ler a história na íntegra.

Imediatamente fiz um paralelo com a crise de hoje. A Grécia, companheira alemã no “sonho” da zona do euro, está atolada em dívidas.

“Vamos lá, senhores, entrem para o sonho do euro. Uma grande zona, com uma moeda única e forte. Tamo junto…”

E, como na ótima propaganda da Fiat, a cena muda e a Grécia (ou Espanha, ou Portugal, ou Irlanda, ou Chipre…) está sozinha com a caneca na mão.

Quer dinheiro? Tá aqui a receitinha: aumenta impostos (dos pobres), enxugue a máquina pública (demita e privatize) e aí, talvez, a gente te ajude.

Precisa de mais… hummmm… ah, já sei, você não tem umas ilhas aí dando sopa? Tem um xeque rico aí que precisa de mais espaço para suas três mulheres e 24 filhos, vende uma pra ele… que mal faz?

Thatcher se vai, mais a sua obra fica. Ao contrário do injustiçado Keynes, sempre ignorado nessas horas.

Às favas com o Estado!

FHC: só os nobres podem viver para sempre

Por Murilo Silva

Esse editor apostou no final do mês passado um cruzeiro furado na eleição de Ayres Britto para a cadeira 36 da Academia Brasileira de Letras, declarada vaga com a morte do jornalista João de Scantimburgo, no final de março último.

Eis que esse editor lascou-se com um cruzeiro furado, a partir do momento que a candidatura do já imortalizado pela  estória (assim mesmo, com ‘e’ de elefante), Fernando Henrique Cardoso I, tomou robustez.

Na ocasião, esse editor foi buscar na fonte camoniana uma expressão à altura da redenção do impropério proferido:

“Cesse tudo o que a musa antiga canta, que outro valor mais alto se alevanta!”, Disse esse editor.

Eis que esse reles jornalista se pega no mesmo erro novamente, caro colaborador. O erro de comemorar precocemente os louros da deusa vitória.

Um novo candidato desponta na peleja!

Cessem do sábio Grego e do Troiano 

As navegações grandes que fizeram; 

Cale-se de Alexandro e de Trajano 

A fama das vitórias que tiveram….

(Veja caro colaborador, que esse editor se esmera para mostrar algum verniz intelectual, já que o trado da imortalidade assim o exige… Mas o inculto periodista não consegue avançar da terceira estrofe do I Canto…)

Sendo assim, sem mais preâmbulos o Fora de Foco apresenta a mais nova candidatura a cadeira 36, capaz de formar páreo ao nome do príncipe dos sociólogos!

amaury
Coração de Leão

O jornalista Amaury Ribeiro Júnior, tem uma relação estreita com a imortalidade.

Sua prima obra, por si só, já imortalizou muita gente…

Ricardo Sérgio de Oliveira, o homem de mil segredos.

José Serra, Daniel Dantas e suas Verônicas…

Só comparado as rotas das Índias Ocidentais, o Pritaria Tucana de Amaury traça um mapa preciso das correntes que movimentam o dinheiro público pelas águas quente abaixo do Equador.

As vezes o dinheiro sobe de mais… É a Lá Nina, Lá Nina Verônica!

A deriva pela rede, caro colaborador, corre um manifesto em apoio à candidatura desses jornalista.

Esse jornalista tantas vezes laureado pelo mais devotado exercício da mais terrena das profissões – o jornalismo.

Essa empolgante empreitada pela mortalidade de Amaury já reúne uma ilustre galeria, lista abaixo:

Ps’ para adicionar seu nome a lista de Amaury, clique aqui.

Ps” por questão de equidade, é bom lembrar que a candidatura de FHC também conta com vasta lista de apoios encabeçada por José Sarney, que por seus “Marimbondos de Fogo“, já assenta-se na távola de Machado de Assis pela eternidade.

A lista:

Altamiro Borges
Antonio Cantisani Filho
Breno Altman
Daniel Freitas
Dermi Azevedo
Diogo Moysés
Elis Regina Brito Almeida
Emiliano José
Emir Sader
Enio Squeff
Ermínia Maricato
Flavio Wolf Aguiar
Gilberto Maringoni
Inácio Neutzling
Ivana Jinkins
Joaquim Ernesto Palhares
Joaquim Soriano
João Brant
José Arbex Jr.
Julio Guilherme De Goes Valverde
Katarina Peixoto
Ladislau Dowbor
Laurindo Leal Filho
Lúcio Manfredo Lisboa
Luiz Carlos Azenha
Luiz Fernando Emediato
Luiz Gonzaga Belluzzo
Marcel Gomes
Marcio Pochmann
Marco Aurelio Weissheimer
Marcos Dantas
Paulo Henrique Amorim
Paulo Salvador
Raul Millet Filho
Reginaldo Nasser
José Reinaldo Carvalho
Renato Rovai
Rodrigo Vianna
Samuel Pinheiro Guimarães
Venício Lima
Wagner Nabuco”

Feliciano need's love!!!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=VMpYWvGvMZg&w=420&h=315]

Quem será que deu o último tiro?

Saindo do foco

Por Bruno Pavan

Ansioso pelo dia que Jesus descerá boladíssimo do céu (não vou dizer que ele descerá puto da vida) e gritar, assim como Caetano: “vocês não estão entendendo nada, nada, nada… absolutamente nada!!!”

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=mCM2MvnMt3c&w=420&h=315]

Este blog respeita o Brasil como um país laico e que todas as religiões tem liberdade de culto.

Feliciano pode falar a insanidade que quiser, não é esse o ponto.

O que  dá medo é que quem deveria pregar pela paz de espírito do povo, acredita que o símbolo máximo de uma igreja acertará três tiros em uma pessoa.

Uma pessoa que prega todo esse ódio ter 200 mil votos.

(Este blog acredita que terá mais de 1 milhão em 2014)

Siga o conselho dos quatro de Liverpool, pastor…
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ydfH7iuLR0I&w=420&h=315]

PS: Foram disparados cinco tiros contra Lennon. Um errou o alvo. Quem será que deu o quinto tiro?

Sugestão para Marina Silva

Esse Fora de Foco reproduz, com exclusividade, uma sugestão de seu mais assíduo colaborados, o chargista Samuel de Oliveira Preto, endereçada à líder verde, Marina Silva.

Como revelou semana passada a colunista Dora Kramer, aqui carinhosamente chamada de Dorinha, o PSDB vêm ajudando Marina a colher assinaturas para fundar sua REDE – que assim como o PSD de Kassab, não é de esquerda e nem de direita e nem de centro.

Uma beleza.

Um “gentil patrocínio” como definiu Dorinha.

Veja:

rede
gratidão: a primeira das virtudes humanas

 

Mande você também sua colaboração ao Fora de Foco em: foradfoco@gmail.com

 

 

 

A relevância global de Serra. Te cuida Ban Ki-moon

Por Murilo Silva

Agência internacionais anonimas informam que as tropas norte coreanas recuam nesse momento de volta à capital Pyongyang. Segundo analise de Merval Pereira, de O Globo, a retirada é consequência dos comentários do líder brasileiro José Serra.

“Todo mundo sabe que o ditador norte coreano Kim Jong-un só respeita duas pessoas, o Serra e o Mickey Mouse”, arrematou o colunista.

Veja as declarações de Serra:

serra
eterno futuro presidente

Dirceu recorrerá à Corte Interamericana?

Deu no Painel Político do iG:

O ex-ministro José Dirceu mandou rodar em três idiomas o texto em que se defende do resultado do julgamento do mensalão. O material ganhou versões em espanhol, inglês e francês.

O documento tem sido distribuído pelo petista a autoridades como chefes de Estado estrangeiros, para contar seu lado da condenação no Supremo Tribunal Federal por formação de quadrilha e corrupção ativa.

Um dos que recebeu o documento em mãos foi o ex-presidente da Espanha Felipe González, que esteve no Brasil no fim de março. O espanhol se disse estarrecido com o resultado da condenação.

FIFA veta (?) nome de Garrincha. Que tal João Havelange?

mister teixeira
esse dribla mais que o Garrincha!

 

Deu na Folha:

Bicampeão do mundo pela seleção brasileira em 1958 e 1962, Garrincha está proibido pela Fifa de ter seu nome associado ao estádio de Brasília durante a Copa das Confederações e a Copa-2014.

O ex-craque do Botafogo dá nome ao estádio da capital federal desde a década de 1980. No ano passado, virou lei no DF: o nome da arena é “Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha” […]

A entidade argumenta que as competições são de “interesse internacional” e que deve “manter a consistência dos nomes dos estádios”.

Contudo, outros estádios que também possuem nomes tradicionais, e, em tese, de difícil compreensão semântica para o público internacional, como Maracanã e Mineirão, não sofrerão mudança […]

Embora o governo tenha afirmado, em nota enviada à Folha, “estar certo de que não haverá necessidade de mudança na arena da capital federal”, projeto de lei enviado semana passada pelo governador Agnelo Queiroz (PT) aos deputados distritais inclui artigo prevendo a troca.

Saindo do Foca:

Por Murilo Silva

Que tal Estádio Mister Havelange? Mister Teixeira? Mister Eurico Miranda? Ou como fez o meu querido Massa Bruta, Mister Nabi Abi Chedid!

É melhor parar as sugestões por aqui, Agnelo pode se animar e batizar o estádio de Arena Mister Cachoeira…

Só gente fina, que merece todo o reconhecimento do torcedor brasileiro.

A cervejaria Petrópolis acaba de assinar acordo com o consórcio Odebrecht/OAS, gestor da nova “Fonte Nova” para dar nome ao estádio.

O grupo vai pagar 10 milhões de reais por dez anos. E o estádio vai se chamar…  “Itaipava Arena Fonte Nova”.

Itaipavão é mais traduzível que Mané?  Mané Guarrincha? Manézão?

A Arena da Baixada, no Paraná chama “Arena Kyocera” desde 2008, quando o Atlético Paranaense fechou com a fabricante de celular um acordo de naming rights.

Outros estádios devem repetir o mesmo modelo de negócio, terão de pedir autorização à FIFA? Já é hora do governo brasileiro, que banca a maior parte dos investimentos do evento, se fazer entender. O Brasil não pode ser tratado como uma republiqueta de bananas.

 

O tempo passou na janela… E Rafinha não viu…

Vamos pedir piedade… pois há um incêndio sob a chuva rala…

Saindo do Foco

Por Bruno Pavan

Rafinha Bastos é o ícone do “novo humor”.

Assim como o CQC, programa do qual fez parte e foi demitido por… fazer piada com a pessoa errada, é a esperança da TV “muderna”.

A pretensão é essa.

A realidade é que fazer humor com minorias não é nada novo.

Até o Jornal Nacional se rendeu ao amor nos tempos de Feliciano e fechou a edição da última quarta (03/04) com Daniela e sua companheira.

Cazuza: lhe dê um pouco de coragem…

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=bOoE0THSkTY&w=420&h=315]