Ao contrário da bravata de Bolsonaro, Brasil terá que proteger terras indígenas por acordo com União Européia

Além disso, país terá que ficar no acordo climático de Paris

Por Bruno Pavan

Durante a campanha, Jair Bolsonaro disse que em seu governo não teria “um milímetro” de Terra Indígena demarcada. 

Após eleito, saiu derrotado na Congresso Nacional quando quis mudar o órgão que demarcaria as terras: da Funai para o Ministério da Agricultura. “Quem demarca terra indígena sou eu”, disse.

A União Europeia, no entanto, não vê por esse lado

Pacto com UE obriga Brasil a ficar no Acordo de Paris e proteger índios

 

Para entrar na turma da União Européia, o governo, pra variar, terá que respeitar a Constituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *